• A FAZENDINHA JK


  • Conheça a última morada do Ex-Presidente Juscelino Kubitschek. A casa é projeto único em zona rural do renomado arquiteto Oscar Niemeyer, o paisagismo que compõe o cenário foi idealizado por Roberto Burle Marx.

  • HISTÓRIA


    • Juscelino Kubitschek em uma viagem à Brasília teve seu pouso proibido pelo governo militar no Aeroporto De Brasília, como a aeronave estava em pane, foi autorizado o mesmo no Aeroporto Rural De Brasília, que se situa na cidade de Luziânia, GO. Ao chegar a Luziânia com muitas saudades do filho que ele não viu crescer “Brasília”, pediu para as pessoas ali presentes que o levassem em algum lugar que pudesse pelo menos vislumbrar ao longe a sua criação. Foi levado então para a Rodovia Braluz, KM 18, onde ele pode contemplar as luzes de Brasília ao entardecer.

    • Decidiu então adquirir uma fazenda nesta localização, conhecida como Fazenda Santo Antônio Da Boa Vista no ano de 1969, que já era um projeto estudado pelo Presidente em seu exílio. Ser fazendeiro no Planalto Central. Denominou então a propriedade como Fazendinha JK.

A FAZENDINHA JK


A Fazendinha JK foi adquirida pelo Ex-Deputado Estadual pelo Paraná, Lázaro Servo no ano de 1984, em uma negociação com a viúva do Ex-Presidente Dona Sarah Lemos Kubitschek, já com a intenção de preservá-la intacta. A Fazendinha possuía originalmente 310 alqueires, que foram usados como laboratório agrícola por JK em uma parceria com a Embrapa, provando que o cerrado era produtivo. Produzindo na época eucalipto, café, milho, trigo, arroz, feijão e soja, este foi o último grande legado que Juscelino deixou para o Brasil. Hoje o cerrado é o celeiro agrícola do país.